Ação, Ações, Stocks, Bovespa, Mercado Financeiro, Opções

Mural de noticias da Alpha Fintec

Reuters: Índices europeus se recuperam com esperança de avanço nas negociações entre EUA e China
Os índices europeus encerraram em alta nesta terça-feira, recuperando parte das perdas do dia anterior, à medida que declarações de EUA e China ajudavam a reduzir a preocupação dos investidores sobre uma piora nas relações comerciais entre os dois países. O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,02%, e o pan-europeu STOXX 600 ganhou 1,01%. O presidente Donald Trump, disse que tem um relacionamento “extraordinário” com o presidente chinês, Xi Jinping, e que as negociações comerciais não falharam.

Os índices acionários europeus encerraram em alta nesta terça-feira, recuperando boa parte das perdas do dia anterior, à medida que declarações de Estados Unidos e China ajudavam a reduzir a preocupação dos investidores sobre uma piora nas relações comerciais entre os dois países.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,02%, a 1.480 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 1,01%, a 376 pontos, depois de cair para mínima de dois meses na segunda-feira após Estados Unidos e China anunciarem uma nova rodada de tarifas sobre importações uns do outro, levando os investidores a reduzirem suas posições em ativos de risco e procurarem por investimentos de segurança.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que tem um relacionamento “extraordinário” com o presidente chinês, Xi Jinping, e que as negociações comerciais não tinham falhado. Mais cedo nesta terça-feira, a China disse que concordou em dar continuidade às negociações comerciais.

Robert Griffiths, estrategista de ações do Credit Suisse, disse acreditar que Trump não está disposto a arriscar o efeito que uma segunda rodada de tarifas terá sobre a economia dos EUA, deixando assim margem para uma redução dos atritos.

Os setores de automóveis e tecnologia, que são altamente sensíveis ao comércio, subiram 2,2% e 1,2%, respectivamente, depois de terem sofrido grandes perdas no dia anterior.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,09%, a 7.241 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,97%, a 11.991 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,50%, a 5.341 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,45%, a 20.892 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,89%, a 9.127 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,76%, a 5.109 pontos.