Ação, Ações, Stocks, Bovespa, Mercado Financeiro, Opções

Mural de noticias da Alpha Fintec

Reuters: Wall Street fecha em alta e foco fica com as eleições
A bolsa de Nova York fechou com ganhos tímidos nesta terça-feira, com os investidores acompanhando as votações no País. Os eleitores foram às urnas para escolher quem serão os 435 donos das cadeiras na Câmara dos Deputados e também cerca de um terço dos assentos no Senado. Eles também decidirão sobre uma série de governadores. Ao final, o S&P fechou em alta de 0,63%, o Dow Jones subiu 0,68%, e a Nasdaq ganhou 0,64%. Em paralelo às eleições, as expectativas estão elevadas para a reunião do Fed, que poderá endurecer no aumento dos juros.

A bolsa de Nova York fechou com ganhos tímidos nesta terça-feira, com os investidores acompanhando as votações no País. Os eleitores norte-americanos foram escolher os deputados, senadores e governadores, o que na leitura do mercado seria uma espécie de referendo sobre o governo de Donald Trump.

Ao final, o S&P ficou em alta de 0,63% aos 2.755 pontos. O Dow Jones ficou em alta de 0,68% aos 25.635 pontos. O Nasdaq ficou em alta de 0,64% aos 7.375 pontos.

Os eleitores foram às urnas para escolher quem serão os 435 donos das cadeiras na Câmara dos Deputados e também cerca de um terço dos assentos em aberto no Senado. Eles também decidirão sobre uma série de posições para governadores.

Em paralelo às eleições, as expectativas estão elevadas para a reunião do Federal Reserve, que poderá endurecer no aumento da taxa de juros.

Entre as ações com ganhos estavam as da Apple Inc, alta de 0,10%, um dia depois de fechar no nível mais baixo desde 01 de agosto, com a fabricante do iPhone anunciando que estava diminuindo a produção do novo modelo XR.

As ações da Amazon.com Inc estavam em alta de 1,4%, depois de relatos de que a gigante do varejo deveria escolher duas cidades para sediar sua segunda sede.

Indicadores

Nos Estados Unidos, o número de vagas diminuiu para 7,0 milhões no último dia útil de setembro, informou hoje o Departamento de Estatísticas do Trabalho. Ao longo do mês, as contratações e separações foram pouco alteradas em 5,7 milhões. Nas separações, a taxa de permaneceu inalterada em 2,4% e a taxa de demissões e baixas foi pouco alterada em 1,1%. Esta versão inclui estimativas do número e taxa de vagas, contratações e separações para o setor não-agrícola por indústria e por quatro regiões geográficas.

Vagas de emprego

No último dia útil de setembro, o nível de abertura de vagas caiu para 7,0 milhões (-284 mil), após atingir uma alta revisada de 7,3 milhões em agosto. A taxa de vagas de emprego foi de 4,5% em setembro