Ação, Ações, Stocks, Bovespa, Mercado Financeiro, Opções

Mural de noticias da Alpha Fintec

Reuters: Índices europeus têm maior queda em 3 meses e meio
Os índices acionários europeus registraram seu pior dia desde junho nesta quarta-feira uma vez que as preocupações com o aumento dos rendimentos da dívida afetaram os mercados acionários em todo o mundo, enquanto as ações de tecnologia caíram diante dos sinais de desaceleração da demanda da indústria de semicondutores. O índice FTSEurofirst 300 caiu 1,57 por cento, a 1.443 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 1,61 por cento, a 367 pontos, para o menor nível desde 4 de abril.

Os índices acionários europeus registraram seu pior dia desde junho nesta quarta-feira uma vez que as preocupações com o aumento dos rendimentos da dívida afetaram os mercados acionários em todo o mundo, enquanto as ações de tecnologia caíram diante dos sinais de desaceleração da demanda da indústria de semicondutores.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 1,57 por cento, a 1.443 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 1,61 por cento, a 367 pontos, para o menor nível desde 4 de abril.

Os índices acionários dos Estados Unidos também apresentavam uma queda acentuada, conforme os rendimentos dos Treasuries subiam para a máxima de quase sete anos.

“Os aumentos nos rendimentos têm sido especialmente rápidos... Um movimento tão acentuado sempre foi complicado para ações digerirem”, disseram estrategistas do Goldman Sachs.

O setor de tecnologia recuou 4,3 por cento, registrando seu pior dia desde o referendo do Brexit, com os investidores vendendo os papéis do setor diante de sinais de um enfraquecimento da demanda por chips.

A fabricante de chips austríaca AMS caiu 5,9 por cento e a STMicroelectronics recuou 5,8 por cento depois que o VAT Group informou que está reduzindo o horário de trabalho em uma de suas fábricas devido à queda na demanda dos fabricantes de chips.

As ações do grupo VAT recuaram 10,3 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,27 por cento, a 7.145 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,95 por cento, a 11.729 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 2,11 por cento, a 5.206 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,71 por cento, a 19.719 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,05 por cento, a 9.162 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 2,19 por cento, a 5.035 pontos.