Ação, Ações, Stocks, Bovespa, Mercado Financeiro, Opções
Alpha Fintec
  18/01/2019 - 18:49 Login: Senha: Esqueceu a senha? 
Indique este site para um amigo:
Seu e-mail:
e-mail do amigo:
Mural da Alpha Fintec

Page 1 of 480

Data Título Resumo
17/01/2019 Reuters: Ibovespa supera 95 mil pts e renova recorde com apostas sobre EUA-China e Previdência
A Bovespa fechou em alta nesta quinta-feira, com novo recorde acima de 95 mil pontos, em movimento guiado pelas ações da Vale, em sessão marcada pela notícia de que os EUA estão discutindo retirar tarifas a produtos chineses e expectativas sobre a reforma da Previdência. O Ibovespa subiu 1,01 por cento, a 95.351,09 pontos com volume financeiro de 15,9 bilhões de reais. A perspectiva de que Guedes detalhará a proposta da reforma da Previdência durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, na próxima semana. serviu de argumento para a alta.
17/01/2019 Reuters: Bolsas dos EUA avançam por expectativas de acordo comercial entre EUA e China
As ações dos EUA avançaram nesta quinta-feira, com expectativas de solução para a disputa comercial com a China. O Dow Jones subiu 0,67 por cento; o S&P 500 ganhou 0,76 por cento, e a Nasdaq evoluiu 0,71 por cento. As ações ampliaram ganhos após o Wall Street Journal afirmar que o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, discutiu suspender alta de tarifas contra a China durante os debates marcados para 30 de janeiro. Os papéis mantiveram a maior parte dos ganhos, mesmo após um porta-voz do Tesouro dizer que Mnuchin não fez nenhuma recomendação desse tipo.
17/01/2019 Reuters: Alerta da Generále e atritos por Huawei pressionam índices acionários europeus
O alerta do Société Générale e atritos dos EUA com a chinesa Huawei pesaram sobre os mercados europeus nesta quinta-feira, embora as preocupações tenham diminuído com a alta de Wall Street, ajudado os índices a fecharem estáveis. O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,06 por cento, e o pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,04 por cento. O banco francês Société Générale informou que seus resultados do quarto trimestre serão afetados pelas condições difíceis do mercado e pelo impacto de algumas vendas de ativos. O alerta também afetou outras ações bancárias da Europa.
17/01/2019 Reuters: Índices chineses fecham em queda por receios de PIB mais fraco
Os índices chineses fecharam em queda nesta quinta-feira, em meio a sinais de um crescimento econômico mais lento e com declarações do primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, prevendo um ano difícil pela frente. Analistas estimam que o PIB chinês pode cair para 6,3 por cento em 2019, à medida que a guerra comercial com os EUA pressionou a demanda doméstica e externa. O índice CSI300, que reúne companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,6 por cento, e Xangai teve queda de 0,4 por cento. Em Tóquio, o Nikkei recuou 0,20 por cento, a 20.402 pontos.
16/01/2019 Reuters: Ibovespa fecha em leve alta; investidor aguarda evolução em agenda do governo
A Bovespa fechou esta quarta-feira com leve alta, sem novidades no cenário doméstico limitando ganhos, e expectativas positivas para ações do novo governo, que evitaram uma correção. O Ibovespa teve valorização de 0,36 por cento, a 94.393,07 pontos, com giro financeiro do pregão somou 20,15 bilhões de reais, em dia marcado pelo vencimento de opções sobre o Ibovespa. O indicador acumula em 2019 alta de 7,4 por cento, apoiado em particular na expectativa pela reforma da Previdência e no discurso moderado do Fed para juros nos EUA.
16/01/2019 Reuters: Índices americanos sobem apoiados em resultados de bancos
Os principais índices acionários americanos atingiram as máximas de um mês nesta quarta-feira, após resultados trimestrais do Bank of America e do Goldman Sachs terem animado os investidores. O Dow Jones subiu 0,57 por cento, para 24.203 pontos, o o S&P 500 avançou 0,21 por cento, a 2.615 pontos. O Nasdaq teve alta de 0,15 por cento, a 7.034 pontos. A paralisação do governo americano se estende para seu 26º dia, Trump deve se reunir com parlamentares dos dois partidos por volta das 14h30, mas não ficou claro se a reunião está relacionada à paralisação.
16/01/2019 Reuters: Na Europa a derrota em acordo do Brexit impulsiona bancos
Os índices europeus fecharam em alta nesta quarta-feira, apesar da derrota da primeira-ministra britânica, Theresa May, em votação parlamentar sobre o acordo do Brexit, que deu impulso aos bancos da região. O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,3 por cento e o pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,54 por cento. Investidores interpretaram o resultado como positivo para o mercado, tornando um Brexit tardio mais provável. A bolsa britânica FTSE fechou em queda de 0,5 por cento, mas a firmeza da libra pesou sobre os exportadores, que têm a maior parte de seus ganhos em moedas estrangeiras.
16/01/2019 Reuters: Expectativas de estímulo compensam temores de desaceleração e índices chineses fecham estáveis
Os índices acionários chineses fecharam estáveis nesta quarta-feira depois que o banco central realizou a maior injeção diária de dinheiro por meio de operações no mercado aberto, ressaltando o compromisso de Pequim de acelerar os estímulos, em meio a sinais de desaceleração e preocupações com o comércio global. O índice CSI300, que reúne companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,02 por cento, e Xangai fechou estável. Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 0,55 por cento, a 20.442 pontos.
15/01/2019 Reuters: Ibovespa sofre embolso de lucros após recordes, mas sustenta 94 mil pts no fechamento
A Bovespa fechou em queda nesta terça-feira, com os investidores realizando lucros enquanto aguardam novidades sobre a proposta da reforma da Previdência, entre outras medidas do novo governo. O Ibovespa caiu 0,44 por cento, a 94.055,72 pontos. O volume financeiro totalizou 14,95 bilhões de reais. “Não há nada de novo, então muitos aproveitam para realizar um pouco dos lucros”, afirmou o chefe da área de renda variável da corretora de um banco de investimentos em São Paulo. No ano, o Ibovespa acumulava, até a véspera, valorização de 7,49 por cento.
15/01/2019 Reuters: China e Netflix impulsionam ações e Wall St fecha em alta, em dia de rejeição do Brexit
As bolsas americanas fecharam em alta nesta terça-feira, com as ações de tecnologia e internet subindo após a Netflix anunciar planos de elevar o preço das assinaturas nos EUA, e a China indicar que pode aumentar os estímulos para conter a desaceleração econômica. O índice Dow Jones subiu 0,65 por cento, o S&P 500 ganhou 1,07 por cento, e a Nasdaq avançou 1,71 por cento. As ações da Netflix subiram 6,5 por cento após a empresa de streaming de vídeo ter dito que pretende elevar os preços para os assinantes dos EUA.
15/01/2019 Reuters: Bolsas europeias fecham em alta com expectativa de medidas de estímulo na China
Os índices europeus subiram nesta terça-feira, após a China sinalizar mais medidas de estímulo para amenizar o impacto da guerra tarifária com os EUA, apesar de novas preocupações sobre empréstimos ruins terem atingido os bancos italianos e incertezas dominarem as expectativas sobre a votação Brexit no parlamento britânico. O índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,35 por cento, e o alemão DAX desacelerou a alta e fechou com avanço de 0,3 por cento depois que o PIB mostrou que a economia alemã cresceu 1,5% em 2018, a menor taxa em 5 anos.
15/01/2019 Reuters: Índices chineses avançam com sinais de estímulo após dados comerciais decepcionantes
Os índices acionários chineses subiram nesta terça-feira, com a China sinalizando mais medidas de estímulo, um dia após ter divulgado os dados comerciais de dezembro, que vieram mais fracos do que o esperado. O índice CSI300, que reúne companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 2 por cento, e Xangai teve alta de 1,4 por cento. Todos os setores registraram alta, liderados pelas empresas de consumo, com o índice de consumo subindo 4,4 por cento. Em Tóquio, o Nikkei avançou 0,96 por cento, a 20.555 pontos.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 211 212 213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 224 225 226 227 228 229 230 231 232 233 234 235 236 237 238 239 240 241 242 243 244 245 246 247 248 249 250 251 252 253 254 255 256 257 258 259 260 261 262 263 264 265 266 267 268 269 270 271 272 273 274 275 276 277 278 279 280 281 282 283 284 285 286 287 288 289 290 291 292 293 294 295 296 297 298 299 300 301 302 303 304 305 306 307 308 309 310 311 312 313 314 315 316 317 318 319 320 321 322 323 324 325 326 327 328 329 330 331 332 333 334 335 336 337 338 339 340 341 342 343 344 345 346 347 348 349 350 351 352 353 354 355 356 357 358 359 360 361 362 363 364 365 366 367 368 369 370 371 372 373 374 375 376 377 378 379 380 381 382 383 384 385 386 387 388 389 390 391 392 393 394 395 396 397 398 399 400 401 402 403 404 405 406 407 408 409 410 411 412 413 414 415 416 417 418 419 420 421 422 423 424 425 426 427 428 429 430 431 432 433 434 435 436 437 438 439 440 441 442 443 444 445 446 447 448 449 450 451 452 453 454 455 456 457 458 459 460 461 462 463 464 465 466 467 468 469 470 471 472 473 474 475 476 477 478 479 480 [Next >>]

 

 

 

 

Consulta Ação:
 
Renovação de assinatura
Acesso à Bovespa
no curto prazo Via MACD